Quais as fases do desenho animado de Tom & Jerry?

0

O desenho animado de Tom & Jerry passou por muitas modificações em seu design, e bem no comecinho as características de ambos personagens era completamente diferente da que conhecemos atualmente. É muito perceptível a alteração do desenho conforme passaram os anos, principalmente com a troca de estúdios.

Desenho animado de Tom & Jerry: 1940

A primeira fase do desenho animado de Tom & Jerry, ocorreu em 1940 com o episódio denominado Um Bichano em Maus Lençóis. O diferencial desse desenho é por ter sido feito especificamente ao cinema, feito tanto por Joseph Barbera quanto William Hanna. Neste episódio, temos Tom que estava ameaçado de ser mandado embora caso quebrasse qualquer item do lar, e Jerry se aproveita para infernizar o pobre gato.

Houveram outros 113 episódios feitos especialmente para a MGM, mais conhecida por Metro-Goldwyn-Mayer e por mais que os criadores acreditassem que não fosse fazer o menor sucesso, este mesmo episódio concorreu ao Oscar. Os planos dos criadores era o de criar outros desenhos com animais animados, um deles o de uma cobrinha com chapéu e isto não foi para frente graças ao enorme sucesso de Tom & Jerry.

Desenho animado de Tom & Jerry: 1945

Uma das melhores fases do desenho animado de Tom & Jerry é a de 1945, que nos apresenta um cenário mais fluído e com uma animação leve a qual nos apresentava momentos muito mais violentos do que antes.

Eu sou muito suspeita para falar, mas esta é uma das minhas épocas favoritas do desenho, pois a animação muda, há um humor incrível e apesar da constante violência, não perde de forma alguma a graça. Não é à toa que o Tom & Jerry se tornou um dos desenhos mais premiados da época.

Tom & Jerry entre 1950 e 1955

O que mais conseguimos captar nas mudanças está interligado diretamente com as cores do Tom & Jerry, que mudaram constantemente de um azul mais escuro para um tom mais claro. Não tanto quanto o do ano de 58 ou do começo da deca de 60.

Nestes dois episódios conseguimos observar facilmente a mudança drástica da paleta de cores do Tom, que era um azul mais apagado e mudou para um tom mais vivo. É interessante observarmos estas simples características, mas que fazem muita diferença.

Tom & Jerry em 1961-1962

Em uma das fases do desenho animado de Tom & Jerry, a MGM fecha o estúdio durante 1957 que coloca a era de 50-55 encerrada. Durante 1961 e 1962 ocorre uma nova animação com 13 episódios feitos na Tchecoslováquia, especificamente em Praga.

Podemos perceber, portanto, que a animação não era tão bem feita quanto as duas anteriores e que o design ficou menos rebuscado. Os tons tendem a ser mais sóbrios, a violência aumenta principalmente com a introdução do homem que é dono de Tom.

Apesar dessa mudança brusca de design, temos excelentes episódios nesta curta fase com os episódios de Dicky Moe que é o 7° e Switchin’ Kitten que inicia a abertura da era de Gene Deitch, além de Carmen Get It!, que na minha opinião são os melhores curtas da época.

Tom & Jerry: 1963 a 1967 era de Chuck Jones

Esta é uma das melhores fases do desenho animado de Tom & Jerry, feita por Chuck Jones entre o período de 1963 a 1967, que além de alterar o design anterior trouxe ao desenho uma pegada bem estilo Looney Tunes. Não é à toa, afinal, Chuck havia feito muitos trabalhos com a turma do Pernalonga, mas fora demitido da WB e criou a Independente Sib Tower.

Esta é, sem sombra de dúvidas, uma das melhores épocas do desenho animado de Tom & Jerry, e vale muito a pena rever na internet os episódios. É possível perceber muitas características que lembram Looney Tunes, e esta é uma das graças dos episódios.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.